Baraúna Diário da Notícia A Informação Mais Perto de Você

quinta-feira, 13 de abril de 2017

Popular é morto a tiros no Belo Horizonte em Mossoró

O Centro de Operações da Polícia Militar (COPOM),registrou mais um crime de homicídio por volta das 12:50hs desta quinta feira 13 de abril de 2017.em Mossoró no Rio Grande do Norte. 
ação criminosa ocorreu na Rua da Saudade no Bairro Belo Horizonte.
De acordo com as primeiras informações a vítima identificado até o momento como Bruno foi alvejado por dois disparos.O mesmo foi socorrido por populares para a Unidade de Pronto Atendimento - UPA do Belo Horizonte,mas não resistiu a gravidade dos ferimentos.
De acordo com a Polícia Militar, elementos em um carro abriram fogo contra a vítima e fugiram em sentido ignorado.Essa é a 72° morte violenta em Mossoró em 2017.
                                                                                       
                                                                                                                                                                                                                                                                                    fonte:passando na hora        

Militares do Ronda Cidadã localizam cemitério de carros roubados

A polícia militar foi acionada no final da manhã desta quinta feira 13 abril 2017, para uma estrada de difícil acesso após a Estrada da Raiz, antes da Estrada do Óleo à direita em Mossoró-RN,onde populares ligaram informando que pelo menos, quatro carros e uma moto todos com queixa de roubo estariam abandonados dentro do mato na localidade. Chegando lá foi constatado a informação que todos têm queixa de roubo. Os veículos estão sendo conduzidos para a Delegacia para os procedimentos cabíveis e a devolução aos seus legítimos donos.



                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                       fonte:passando na hora 

sábado, 8 de abril de 2017

68° Homicídio em Mossoró 2017: Ex-presidiário é morto a tiros ao parar em semáforo no Nova Betânia

O Centro de Operações da Polícia Militar (COPOM),registrou mais um crime de homicídio na manhã deste sábado 08 de abril de 2017.em Mossoró no Rio Grande do Norte.
A ação criminosa ocorreu na Rua João da Escossia no bairro Nova Betânia.
De acordo com as informações a vítima identificada como o ex-presidiárrio Ranilton Inácio da Silva conhecido como "Juruna" de 35 anos de idade, morador da Rua Anatália de Melo Alves no bairro Paredões,trafegava com a esposa em seu veículo um Polo de cor preta, pela João da Escossia sentido centro, e quando parou no semáforo, dois indivíduos em uma moto se aproximaram do carro e o garupa efetuou vários tiros de pistola em sua direção.
A esposa retirou o marido do banco do motorista e assumiu a direção do carro socorrendo Juruna para o Hospital Regional Tarcísio Maia, mas o mesmo não resistiu e morreu ao dar entrada naquela unidade hospitalar.
A testemunha chave do crime, disse, aos Policiais Militares que atenderam a ocorrência, que há possibilidade de seu marido ter sido vítima de um latrocínio, uma vez que após ser baleado, o atirador puxou o cordão de ouro que estava no pescoço dele e o levou.
O corpo de Juruna, será removido do HRTM para a base do ITEP onde serã necropsiado e depois liberado para sepultamento. Segundo informações da Polícia Civil, Ranilton Início cumpriu pena na Penitenciária Mário Negócio acusado de um homicídio ocorrido no ano de 2007 contra a pessoa de David Oliveira Bezerra e no natal de 2016 ele recebeu indulto, tendo sua pena extinta.
Essa é a 68° morte violenta em Mossoró em 2017

67: Homicídio em Mossoró 2017: Jovem baleado no Santa Helena morre na UPA do Santo Antônio

Mais um crime de homicídio provocado por disparos de arma de fogo é registrado pela Polícia Militar na cidade de Mossoró na região Oeste do Rio Grande do Norte. 

O crime aconteceu na manhã deste sábado 08 de abril de 2017, na Rua Tambelião Aoem Menescal, na entrada do loteamento Santa Helena. 

A vítima identificada como Ranielson Queiroz de Morais 18 anos (completaria 19 anos no próximo dia 18), foi alvejado com vários tiros e morreu ao dar entrada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Santo Antônio pra onde foi socorrido por terceiros. 

Ainda não há informações sobre o que aconteceu no local e qual seria a motivação do crime. Populares informaram à Polícia Militar, apenas que o jovem teria sido baleado e socorrido. 

O corpo será removido pela equipe do ITEP da UPA para a base do órgão onde será necropsiado e depois liberado para sepultamento. 

A Divisão de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP) deverá iniciar as investigações do caso, na próxima segunda feira. Já são 67 homicídios registrados em Mossoró neste ano de 2017

terça-feira, 4 de abril de 2017

Polícia Civil de Assu prende suspeita de emprestar arma para companheiro matar cunhado

Uma equipe de policiais civis da Delegacia de Assú prendeu, nesta segunda-feira 03 de abril, Andreiza Fernanda Chagas da Silva, 20 anos, suspeita de ter auxiliado o seu companheiro, Genilson Costa da Silva, na tentativa de homicídio ocorrida no dia 03 de dezembro de 2016 na favela Belo Horizonte, contra o irmão do mesmo, Francisco das Chagas Dantas. Segundo investigações, Genilson tentou contra a vida do irmão pela segunda vez, tendo nessa última tentativa o auxílio da companheira Andreiza, que emprestou uma arma de fogo para que o mesmo pudesse cometer o crime. A Polícia Civil procura o foragido da Justiça Genilson e solicita à população que, caso alguém tenha informações acerca do mesmo, ligar para os números 181, 99992-2122 ou 981552956, sendo mantido o anonimato dos colaboradores.

sexta-feira, 24 de março de 2017

Investigado por tráfico de droga e homicídio é morto a tiros após prestar depoimento na Polícia Civil em Baraúna

Um crime de homicídio provocado por disparos de arma de fogo, foi registrado no início da tarde desta sexta feira 24 de março de 2017, na cidade de Baraúna, região Oeste do Rio Grande do Norte. 

De acordo com as primeiras informações, a vítima conhecida até o momento como Merson, foi assassinado a tiros em via pública na Rua Francisco Alves, conhecida como Rua dos Cabarés naquela cidade. 

Ainda de acordo com informações, Merson tinha acabado de deixar a Delegacia de Polícia Civil da cidade, onde teria ido prestar depoimento. 

Ele estava sendo investigado em crimes de tráfico de drogas e homicídio na região de Baraúna. A vítima estava indo pra casa em companhia de sua mãe quando foi surpreendida por homens que se aproximaram e efetuaram vários disparos. 

A Polícia Militar, realiza o trabalho de isolamento do corpo, aguardando a chegada da equipe do ITEP de Mossoró, que realizará exame pericoscópio no local de crime e depois a remoção do corpo para a sede do órgão.





quarta-feira, 22 de março de 2017

52º Homicídio em Mossoró 2017: Popular é perseguido e morto no Alto São Manoel

Mais uma morte violenta provocada por disparo de arma de fogo é registrada em Mossoró, na região Oeste do Rio Grande do Norte, que passa a contabilizar 52 homicídios no ano. 

O crime aconteceu, por volta das 12h50min desta quarta feira 22 de março de 2017, na Travessa Olinda localizada entre as Ruas Delmiro Rocha e Harmonia, região do Pirrichil no Grande Alto de São Manoel. 

A vítima, identificada como Ney Ítalo Fernandes Freire mais conhecido como "Baé" de 21 anos, que residia na Rua Delmiro Rocha no mesmo bairro foi perseguido e morto com um único disparo na região da cebeça. 

Testemunhas relataram para a Polícia Militar, que a vítima foi abordada por dois homens, que ocupavam uma moto de caracterísiticas não anotadas, na onde morava e ao perceber a situação correu pela Travessa, mas foi perseguido, alcançado e morto. 

Populares ouviram vários disparos de arma de fogo, mas segundo a perícia criminal, apenas um tiro atingiu a vítima que morreu antes da chegada do socorro médico. 

Segundo informações repassadas pela Polícia, Ney Ítalo era suspeito de envolvimento com assaltos na região do Alto São Manoel, mas ainda não havia sido preso. 

Após o exame pericoscópio realizado pela perícia criminal no local do crime, o corpo de Ney Ítalo foi reemovido para a sede do ITEP onde será necropsiado e depois liberado para sepultamento. 

A equipe da Divisão de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP), esteve no local, onde deu início a investigação do crime, começando com depoimentos de familiares.